Kuulutused

HIV on insuldi ja kopsuemboolia riskitegur

HIV on insultide riskitegur
Mina, Claudio Afonso de Souza (ma eeldan oma isa nime) Mul oli juba üks kahest kopsu EMBOLIASest rahul



Sim, a presença do HIV É fator de risco para AVC e, sim, parece doideira, mas, graças a Deus foi só embolia pulmonar! Se Tivesse Sido AVC….

AVC! Pow! Então pessoal que me acompanha e, por outro lado, você que caiu de paraquedas aqui também! isso levou algumas pessoas no ramo materno de minha família.

E, no entanto, para que se diga toda a verdade, minha mãe, Dona Helena, sofreu (ou sofre, eu não sei mais) muito, e muito mesmo, com problemas vasculares. No caso dela eram varizes que, agora, começam, também, a aparecer em mim!

Em meu livro, em revisão, desta vez para valer, eu conto o episódio que vivenciei, onde trabalhei até a exaustão. E assim o foi por duas vezes, para um sacripanta (vaata siit teise vahekaardil) ettevõtte nimega Veeb PP

Sim, eu estava vulnerável e era uma vítima fácil. Estava pagando um pouco (…) mais de US$ 300,00/mês para manter o blog em um servidor dedicado

Isso era assim pois, eu não sei se felizmente ou não, ele, ainda um site, recebia cerca de 8.000 visualizações por dia!

Isso se devia, eu creio, ao fato de ser, eu, o único trabalhado assim e com isso!

Ja see bastard pakkus mulle tööd!

Suurepärane töö

Serverihaldur CPANEL / WHM ja ASP Scheduler.

Pelos idos de 2005 ele me ofereceu R$ 1.000,00/mês (2003/204) e a possibilidade de manter o ainda eu site (não era blog) ainda hospedado lá.

A in­fecção pelo HIV está li­ga­da a um ris­co bem mais acentuado de AVC, segundo informa pes­qui­sa re­a­li­za­da na Améri­ca do Norte, pu­bli­ca­da numa edição eletrônica do Jour­nal of Ac­qui­red Im­mu­ne De­fi­ci­ency Syn­dro­mes.

Minha Antiga Infectologissta, Drª Ângela me disse que a AIDS é só, vejam vocês, a “pontinha” do Iceberg que é a cadeia de eventos e complicações que a presença do HIV desencadeia em nossos corpos

Gente, preste atenção à frase acima, a este texto todo e este blog, caramba!!!! Se você pode evitar com a maldita camisinha a entrada desta coisa, coisa maldita em seus corpos com uma camisinha, não façam como eu, um tonto que merecia mesmo é apanhar de cinta, de mim mesmo, só por isso!

A as­so­ciação en­tre in­feção pe­lo vírus da AIDS e o AVC man­te­ve-se numa patamar significativo após alguns estudos e opções de controle do mal. Dos fa­to­res que se relacionam à in­fecção pe­lo HIV, a car­ga vi­ral mostrou-se o fator mais importante de todos.

A possibilidade de AVC cres­ceu num nível paralelo ao crescimento da carga viral, su­ge­rin­do que um con­tro­le vi­ral inadequado e as se­que­las in­fla­matóri­as e imu­nológi­cas inerentes a este fator po­dem agravar o risco o ris­co vascular/cerebral.

Nos dias de hoje é de conhecimento comum que o Vírus da Imunodeficiência Humana esta associado à acentuação de ris­cos de do­enças car­di­o­vas­cu­lares. Ape­sar dis­to, o efei­to trombogêncio do HIV ainda não é claro e tudo fica no campo das teorias; entretanto, o risco existe.

Foi com o fico de melhor mensurar este elo que cientistas de Bos­ton delinearam um estudo, em que comparou-se o índice de in­cidência de AVC em 4 308 pes­so­as soropositivas en­tre 2005 e 2007 e 32 000 pes­so­as soronegativas como grupo de controle para a análise.

Sabe. O AVC É Uma Espécie de Roleta: Em um lado do Cérebro, morte! Do outro, mil complicações e eu não saberia escolher! E O HIV É fator de risco para AVC!

Pow

Observou-se uma vasta prevalência de fa­to­res de ris­co pa­ra AVC em pes­so­as com HIV, tais co­mo a pressão alta, o di­a­be­tes, o hábito infeliz de fumar, car­di­o­mi­o­pa­tias, do­ença da válvula esquerda do coração e in­su­fi­ciência coronariana.

Foram anotados 132 AVC em pessoas portadoras de HIV e 782 em pes­so­as não portadoras do vírus. O Índice foi de 5.27 por mil do­en­tes/ano entre as pessoas soropositivas e 3.75 a cada mil do­en­tes/ano em pessoas que nao são soropositivas.

Dentro desta análi­se dos in­ves­ti­ga­do­res, a in­fecção pe­lo HIV mos­trou-se ligada a um ganho de aproximadamente 40% no ris­co de Acidente Vascular Cerebral (HR = 1.40; 95% IC, 1.17-1.69, p < 0.001).

E mesmo levando em consideração que os fa­to­res de ris­co tra­di­ci­o­nais te­nham mitiga­do es­te va­lor,o ris­co de AVC per­ma­ne­ceu notavelmente ele­va­do em pes­so­as portadoras do Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH)(HR = 1.21; 95% IC, 1.01-1.46, p = 0.046).

“O hábito de fumar e a Hiper Tensão Arterial fo­ram fa­to­res de ris­co com maior prevalência entre as pessoas com HIV e sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te as­so­ci­a­dos a AVC”, enfatizam os autores do estudo “Es­tes fa­to­res po­dem, por is­so, cons­ti­tuir al­vos de in­ter­vencões deveras importantesjunto à seropositiivne kogukond.

Esta ligação en­tre a in­fecção pe­lo HIV e o ris­co au­men­ta­do de Acidente Vascular Cerebral, foi bem mais significativa entre as mulheres (HR = 2.16; 95% IC, 1.53-3.04, p < 0.001), do que nos ho­mens (HR = 1.18; 95% IC, 0.95-1.47, p = 0.14).

Além disso, o ris­co agravado de AVC em pes­so­as sorologicamente positivas para HIVi mos­trou-se mais res­tri­to às pes­so­as mais no­vas (18 a 49 anos). Como ex­em­plo, as pes­so­as soropositivas na faixa etária compreendida entre os 18 e 29 anos apre­sen­ta­vam um ris­co qua­tro ve­zes mai­or que as que não portam o vírus no mes­mo gru­po etário usado para controle (RRA = 4.42; 95% IC, 1.56-11.09).

A função do HIV co­mo fa­tor de ris­co pa­ra Acidente Vascular Cerebral po­de ser muito mais pro­nun­ci­a­da em pes­so­as mais jovens, an­tes que os fa­to­res comuns de de ris­co re­la­ci­o­na­dos à ida­de co­meçarem a de­sem­pe­nhar um pa­pel im­por­tan­te neste quadro, analisam os autores da pesquisa.

Quan­to à análi­se dos fa­to­res es­pe­ci­fi­ca­men­te re­la­ci­o­na­dos à in­feção por HIV e seu pe­so real no ris­co de AVC, es­ta demons­trou que a car­ga vi­ral ampliava o perido de AVC (p = 0.001).

Por outro lado la­do, a du­ração prolongada da terapia an­tir­re­tro­vi­ral ( o famoso coquetel) (p < 0.001) e uma car­ga vi­ral menor que 400 cópi­as/ml (p = 0.008) re­du­zi­am aque­le ris­co sensivelmente.

De­mons­tramos, as­sim, um novo acha­do: O ris­co de AVC se demonstra ampliado em pessoas portadoras de HIV com relação aos pacientes do grupo de controle, e que es­te ris­co permanece, de forma relativista, de­pois de introduzir-se o pe­so dos fa­to­res de ris­co tra­di­ci­o­nais, finalizam os pesquisadores.

A as­so­ciação observada en­tre o o vírus da AIDS e o AVC de­ve­ria fazer com que os res­ponsáveis e cui­da­dores a ver o HIV co­mo um fa­tor plausível de ris­co pa­ra, em poucas palavras, um derrame cerebral (AVC), e bai­xar ainda mais o li­mi­te de uma in­ter­venção mais agressiva, com o fito de minorar o ris­co do trípe sistema vas­cu­lar, risco coronário e risco de AVC, especialmente em mu­lhe­res e em jovens – Grupos normalmente não tipificados para o risco tratado neste estudo.

Re­ferência

FC Chow et al. Com­pa­ri­son of is­che­mic stro­ke in­ci­den­ce in HIV-in­fec­ted and non-in­fec­ted pa­ti­ents in the U.S. he­alth ca­re sys­tem. J Ac­quir Im­mu­ne De­fic Synr, oni­ne edi­ti­on. DOI: 10.1097/QAI.0b013e31825c7f24, 2012.

Mi­cha­el Car­ter

Tra­duçãopara o Portugues de Portugal:

GAT – Gru­po Por­tu­guês de Ac­ti­vis­ta so­bre Tra­ta­men­tos VIH/SI­DA

Adaptação para o Português do Brasil: Claudio Santos de Souza

Kuulutused

Seotud väljaanded

Kommenteeri ja ühinege. Elu on parem sõpradega!

Sellel saidil kasutatakse rämpsposti vähendamiseks Akismetit. Vaadake, kuidas teie tagasisideandmeid töödeldakse.

Soropositivo.Org, Wordpress.com ja Automattic teevad kõik endast oleneva teie privaatsuse osas. Selle poliitika kohta saate lisateavet selles lingis Nõustun Soropositivo.Org privaatsuspoliitikaga Lugege kõiki privaatsuspoliitikast

%d Bloggers selline: